Brasil tem quatro finalistas no boxe do Pan, com cubanos e argentinas pela frente

Crédito: Divulgação / CBBoxe
Crédito: Divulgação / CBBoxe Beatriz Ferreira (esq) é esperança brasileira de medalha no boxe feminino (Crédito: Divulgação / CBBoxe)

 

 

Quatro boxeadores brasileiros vão em busca da medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos. E a tarefa não será fácil. Nesta quinta-feira Keno Marley enfrenta o cubano Julio Cesar La Cruz enquanto Jucielen Romeu encara a argentina Leonela Sanchez. Na sexta-feira Hebert da Conceição enfrenta o cubano Arlen López e, no feminino, Beatriz Soares Ferreira disputa o ouro contra Dayana Sanchez, da Argentina.

As melhores chances estão com as mulheres, até porque no masculino os brasileiros vão ter pela frente atletas cubanos, que das dez finais entre os homens estão em nove delas. Keno foi campeão nos Jogos Olímpicos da Juventude, mas naquela edição os atletas de Cuba não estavam no boxe.

E ele vai pegar às 22h15 (de Brasília) Julio Cesar La Cruz, que é o atual campeão olímpico, com a medalha conquistada nos Jogos do Rio, em 2016, e já foi quatro vezes campeão mundial. De quebra, foi campeão nos Jogos Pan-Americanos em Guadalajara, em 2011 e em Toronto, em 2015. É uma missão bem complicada para o brasileiro, que se mostra otimista na categoria até 81kg.

“Deu certo o trabalho que venho fazendo há muito tempo. Tenho treinado muito, disputado competições internacionais e estou bem preparado para essa decisão. Quero repetir o feito dos Jogos Olímpicos da Juventude e ganhar a medalha de ouro”, avisou o atleta de 19 anos que nasceu em Sapeaçu, na Bahia.

Ainda nesta quinta, em combate programado para as 23h15, Jucielen Romeu terá pela frente Leonela Sanchez, da Argentina, pela categoria até 57kg. “A final também vai ser uma luta complicada, bem dura”, comentou a brasileira. Jucielen tem boas chances de ganhar o ouro, assim como Bia Ferreira (até 60kg), que superou Rashida Ellis, dos EUA, na semifinal e enfrenta a argentina Dayana Sanchez, irmã de Leonela, nas sexta às 23h45.

E, fechando o quarteto de finalistas, está Herbert Carvalho, da categoria até 75kg, que vai ter um rival bem duro pela frente: Arlen López, de Cuba. Seu adversário é o atual campeão olímpico, foi campeão mundial em Doha, em 2015, e ainda é o atual detentor do título, conquistado nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, em 2015. A luta será sexta, às 22h15.

No Pan de Lima, o boxe brasileiro vem fazendo um bom papel com as quatro finais – no mínimo prata garantida -, além de duas medalhas de bronze na delegação de sete atletas. Chegaram no pódio com o terceiro lugar Abner Teixeira, na categoria até 91kg (ele perdeu na semifinal para Erislandy Savón, sobrinho do lendário boxeador cubano Félix Savón), e Flavia Figueiredo (até 75kg).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estadão Conteúdo