Nesta segunda-feira, às 20h, no Morumbi, o São Paulo volta a campo para enfrentar a Chapecoense, com apenas um objetivo na cabeça: vencer. A necessidade da vitória, na concepção dos são-paulinos vai além dos três pontos, já que teria a função de fazer o time engrenar e retomar a confiança para buscar os resultados. Atualmente, é segundo clube de Série A há mais jogos oficiais sem vencer na temporada 2019.

Apesar do empate em 1 a 1 com o Palmeiras, em casa, na 10ª rodada do Brasileirão, a primeira após a pausa para a Copa América, nos bastidores do Tricolor há o consenso de que o período de treinos foi altamente proveitoso e o desempenho contra o rival mostrou nítida melhora em relação ao primeiro semestre. No entanto, há a crença de que somente uma vitória poderá completar todo o processo iniciado há pouco mais de um mês.

A questão, no momento, parece ser mais psicológica do que técnica, entende a comissão técnica. O time treina bem, responde bem e evoluiu fisicamente, o que era um grande problema antes da parada. Resta agora o resultado positivo, um triunfo, para consolidar a reação. O problema é que já faz algum tempo que o São Paulo não conquista uma vitória. A última aconteceu contra o Fortaleza, no dia 12 de maio, ou seja, há mais de dois meses e há oito jogos.

Esse incômodo número faz do Tricolor o clube de Série A como dono da segunda maior sequência de partidas sem vencer neste momento da temporada. O Fluminense, que foi derrotado pelo Vasco, no último sábado, igualou a marca. Agora a série da equipe carioca é de quatro derrotas e quatro empates. Já a são-paulina é de cinco empates e três derrotas. O líder desse ranking negativo é o Avaí, com 14 jogos de jejum.

Recuperado de lesão na coxa direita, Everton está entre os relacionados para a partida desta segunda-feira. Mesmo que seja apenas opção para Cuca no banco de reservas, o meia-atacante sabe a importância dos três pontos para o campeonato e para consolidar a melhora da equipe.

– Você vê o time encorpando, com alguns jogadores que chegaram… É um jogo importantíssimo para que a gente possa ficar perto dos quatro primeiros. Então a gente vai fazer um grande jogo – afirmou o meia à TV oficial do clube.

O atacante Raniel, que substituirá Pablo, com lesão ligamentar no tornozelo direito, vai na mesma linha do companheiro, e crê que o duelo desta segunda-feira será o da retomada tricolor, por resultados e confiança.

– Agora é o jogo da retomada, é o jogo pra gente ganhar, se Deus quiser fazer esses três pontos, pra ganhar confiança, pra pegar uma sequência boa de vitórias e colocar o São Paulo no lugar dele, que é lá em cima na tabela – declarou Raniel, que estreia como titular, à SPFCTV.

Diante do cenário exposto, enfrentar em casa, neste momento, a Chapecoense, que se encontra na zona de rebaixamento da competição, seria a condição ideal para alcançar o objetivo pensado pela comissão técnica tricolor: traduzir a preparação e a evolução do time em um resultado positivo. Uma vitória após mais de dois meses e oito jogos poderia ser o ponto de virada do clube, que busca fugir de uma má fase para figurar entre os primeiros do Brasileirão.