Após vitória em estreia no UFC, Amanda Ribas pede luta contra top 15: “Gosto de ser ambiciosa”

Após vitória em estreia no UFC, Amanda Ribas pede luta contra top 15:
Foto: Ana Hissa

De sorriso estampado no rosto, Amanda Ribas não esconde a felicidade – e o alívio – após a vitória na estreia no UFC. Após assinar com o UFC, a brasileira acabou tendo um episódio de doping que a afastou por quase dois anos do octógono. Após comprovar a contaminação de suplemento, finalmente a estreia, no UFC Minneapolis, realizado há duas semanas. Depois de finalizar a americana Emily Whitmire, a lutadora de Varginha já pensa em planos maiores dentro da divisão peso-palha.

– Já revi várias vezes a minha luta porque depois desse tempo todo parada foi muito emocionante voltar. Eu queria ter trabalhado mais meu muay-thai, mas não consegui. Só que a estratégia era essa de agarrar mesmo, eu disse até antes que ia finalizar. Caiu um peso das minhas costas, eu não sabia como ia voltar, muito tempo parada… Agora eu quero voltar em outubro. É aniversário dos meus pais, tenho que dar uns presentinhos (risos). Gosto de ser ambiciosa, quero uma TOP 15. Nome eu deixo para eles, mas gostaria de me testar contra uma lutadora ranqueada – disse ela em entrevista exclusiva ao “Giro Combate“.

Companheira de treinos na American Top Team da xará Amanda Nunes, Ribas revela ter recebido uma ajuda fundamental da campeão peso-galo e pena do UFC antes da estreia no octógono.

– Eu fiquei muito feliz com a vitória da Amanda, ela é uma pessoa muito sensacional. Treinei com ela e com a Nina, já sabia que ela ia ganhar. Tive a honra de fazer um treino de quimono com ela, ela me finalizou muito (risos). Mas o que ela não sabe é que me ajudou muito na parte da cabeça. Ela me disse que antes da luta dela foi o cinema com a Nina, para relaxar, porque o trabalho duro já tinha sido feito. E disse para eu fazer o mesmo. Eu relaxei muito, procurei me divertir. Acho que isso fez toda a diferença – disse ela.

Fonte: Combate