O atacante Luciano dificilmente vai permanecer no Fluminense. O jogador vem negociando com o Atlético-MG e está disposto a deixar o Tricolor. O que está emperrando a transferência é o Leganés, da Espanha, dono dos direitos econômicos do atleta. O clube espanhol deseja vender Luciano por 2,5 milhões de euros (R$ 10,6 milhões). No entanto, o Galo pretende parcelar o pagamento.

O Fluminense segue tentando convencer o Luciano a ficar, porém o atacante não se mostra muito disposto, mesmo com a diretoria acertando um mês de salário na última sexta-feira e prometendo mais um pagamento nos próximos dias.

O que pesa a favor do Tricolor é o fato do jogador já estar ambientado, além de se sentir uma peça importante, uma vez que é o artilheiro da equipe em 2019, com 15 gols em 31 jogos. Uma outra questão que causa otimismo é a postura de Luciano, que apesar de ter o desejo de jogar no Atlético-MG, não se mostra totalmente convicto a seguir por esse caminho

Plano B

A situação de Luciano segue indefinida, mas temendo pelo pior, o Fluminense já se movimenta em busca de um substituto. O nome da vez é o do meia Nenê, desejo antigo do técnico Fernando Diniz e que está fora dos planos do São Paulo, clube que possui contrato até dezembro. A informação foi divulgada inicialmente pelo portal “Saudações Tricolores” e confirmada pela reportagem do LANCE!.

O Tricolor Paulista já deu o aval para que o jogador negocie com um outro clube. Em março, Nenê esteve próximo de fechar com o Fluminense, porém as partes não chegaram a um acordo sobre o tempo de contrato, sem contar que na época, o São Paulo não estava disposto a dividir os vencimentos. Na apresentação de Muriel na tarde desta terça-feira, o vice-presidente geral, Celso Barros, despistou sobre o interesse tricolor.

– Essa não é a pauta da entrevista. O jogador, evidentemente qualquer um, que seja grande jogador, a gente deseja. Quando está concretizado, a gente anuncia. Especulação, a gente não comenta.

Com o atual contexto, somado a uma possível saída de Luciano, o Fluminense teria como oferecer um salário que estivesse dentro da pedida de Nenê, que daqui a dez dias, completa 38 anos. Na temporada, o meia disputou 16 partidas e não marcou gol.