E a Copa América tem mais um semifinalista confirmado. Após empatar no tempo normal em 0 a 0, o Chile superou a Colômbia em 5 a 4 na cobranças de pênaltis, avançando nestas quartas de final da competição. A partida, disputada na noite desta sexta-feira, na Arena Corinthians, em São Paulo (SP), contou com dois gols chilenos bem anulados com o auxílio do árbitro de vídeo. Alexis Sánchez fez o gol da classificação na disputa das penalidades.

A partida teve um atraso de 20 minutos para o seu início, autorizado pela Conmebol, por conta do trânsito de São Paulo que fez a seleção do Chile atrasar sua chegada na Arena Corinthians. Com o resultado, o Chile aguarda para a semifinal o vencedor de Uruguai e Peru, que fazem a última quartas de final da Copa América neste sábado. Esta semi está programada para ocorrer na quarta-feira, na Arena do Grêmio. O outro finalista sairá do confronto entre Brasil e Argentina, que duelam na terça-feira, no Mineirão.

 

VAR EM AÇÃO
Depois de boas campanhas na fase de grupos da Copa América, Colômbia e Chile começaram alternando oportunidades de gol nesta partida de quartas de final. Roger Martínez, a favor dos colombianos, e Aránguiz, pelos chilenos, foram protagonistas destas chances nos primeiros minutos do encontro. Aos 15 minutos, Aránguiz chegou a abrir o marcador para o Chile, mas com o auxílio do vídeo, corretamente, o árbitro Néston Pitana anulou assinalando impedimento de Alexis Sánchez, autor da assistência. Decisão de mais um semifinalista começava a todo vapor.

CENAS LAMENTÁVEIS
No decorrer do primeiro tempo, o Chile foi mostrando uma superioridade técnica, conseguindo aproveitar mais espaços colombianos, levando, consequentemente, um maior perigo ao gol adversário. Os ânimos ficavam cada vez mais acirrados que o duelo acabou tendo cenas lamentáveis aos 31 minutos, quando Mina e Alexis Sánchez se estranharam e o árbitro precisou intervir rapidamente para acalmá-los. Maripán e Arturo Vidal ainda tiveram chances de abrir o placar antes do intervalo, mas o primeiro tempo acabou terminando sem gols.

VAR EM AÇÃO – MAIS UMA VEZ
As seleções mantiveram o ritmo do primeiro tempo na volta para a etapa final. James Rodríguez, pelo lado da Colômbia, e Vargas, pelo lado do Chile, levaram perigo na busca do gol nos minutos iniciais, até que aos 25 minutos o árbitro de vídeo entrou novamente em ação. Alexis Sánchez recebeu na grande área, a bola bateu em Maripan e Arturo Vidal, oportunista, mandou forte e estufou as redes de Ospina. Depois da consulta ao vídeo, corretamente, o árbitro viu que a bola bateu na mão de Marinpan antes da finalização de Vidal e anulou outro gol do Chile no jogo.

EMOÇÃO NOS PÊNALTIS
O jogo acabou terminando no tempo normal no empate sem gols – o que acabou levando a disputa da vaga na semifinal para as penalidades. E a festa ficou para os torcedores do Chile, vencendo a cobrança de pênaltis por 5 a 4. James Rodríguez, Cardona, Cuadrado e Mina converteram para a Colômbia – Tesillo errou, mandando para fora. Arturo Vidal, Vargas, Pulgar, Aránguiz e Alexis Sánchez converteram para o Chile. Termina a Copa América para os colombianos e os chilenos avançam, fazendo jus ao desempenho apresentado no tempo regulamentar.

FICHA TÉCNICA
COLÔMBIA 0 (4) X (5) 0 CHILE

Estádio: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data/hora: 28/6/2019, 20h20 (de Brasília)
Árbitro: Néstor Pitana (ARG) – Nota LANCE!: 7,0 (um desempenho exemplar, anulando dois gols do Chile corretamente com o auxílio do vídeo)
Assistentes: Hernan Maidana (ARG) e Juan Belatti (ARG)
Árbitro de vídeo: Fernando Rapallini (ARG)
Público/renda: 41.692 pagantes/R$ 8.971.600,00
Cartões amarelos: Medina, Cuadrado, James Rodríguez (COL) e Aránguiz, Arturo Vidal (CHI)
Cartão vermelho: –

GOL: 
PÊNALTIS: James Rodríguez (1-0), Arturo Vidal (1-1), Cardona (2-1), Vargas (2-2), Cuadrado (3-2), Pulgar (3-3), Mina (4-3), Aránguiz (4-4), Tesillo (4-4) e Alexis Sánchez (4-5)

COLÔMBIA: Ospina, Medina, Davinson Sánchez, Mina e Tesillo; Barrios, Uribe (Cardona 21’/2ºT) e Cuadrado; James Rodríguez, Falcao (Duván Zapata 31’/2ºT) e Roger Martínez (Luis Díaz 35’/2ºT).​ Técnico: Carlos Queiroz.

CHILE: Arias, Isla, Gary Medel, Maripán e Beausejour; Pulgar, Aránguiz e Arturo Vidal; Fuenzalida (Pavez 29’/2ºT), Vargas e Alexis Sánchez. Técnico: Reinaldo Rueda.