A breve novela envolvendo a provável contratação de Biro-Biro pelo Botafogo deverá ter desfecho nesta quarta-feira. E a chegada do atacante de 24 anos à equipe alvinegra cai como uma luva vistas as necessidades do elenco comandado por Eduardo Barroca.

Apesar de dar vez a jovens como Yuri e Lucas Campos, o sistema de jogo que quase sempre tem pontas se mostra atado ao bom desempenho de jogadores com mais experiência. Das nove rodadas disputadas até aqui, Erik só não jogou contra o Palmeiras, por questões contratuais.

Luiz Fernando começou quatro partidas, Rodrigo Pimpão outras quatro, Valencia e Alex Santana iniciaram uma partida cada um. E destes “extremos”, como diz o vocabulário mais recente, esperam-se assistências e gols.

Resta ver, então, o que Biro-Biro poderá acrescentar. No São Paulo foram apenas duas partidas. No Glorioso, em 2019, os pontas mais utilizados têm três gols em 21 jogos (Rodrigo Pimpão, nenhum no Brasileiro); nove gols em 26 jogos (Erik, um no Brasileiro); e dois gols em 26 partidas (Luiz Fernando, nenhum no Brasileiro).