Há quem diga que a novela da volta de Gil para o Corinthians está longe do fim, mas alguns fatores podem encurtar essa perspectiva e deixar o jogador mais perto retornar ao Brasil para jogar onde deseja. A última novidade para o enredo foi a eliminação do Shandong Luneng, time do zagueiro na China, da Liga dos Campeões da Ásia, torneio mais importante do continente.

Com contrato até o fim deste ano, o Timão já poderia iniciar conversar para assinar um pré-contrato com o atleta, para que ele possa chegar de forma gratuita no começo de 2020, mas o objetivo é tentar convencer os chineses a liberarem Gil já neste meio de temporada, algo que é considerado difícil nos bastidores do clube paulista, que mantém a cautela na negociação.

Por outro lado, o jogador e seus representantes seguem buscando a liberação de alguma forma. Até o momento, os chineses parecem irredutíveis, visto que o zagueiro é uma das principais peças do elenco, em que faz parte desde janeiro de 2016 e, até aqui, disputou 128 partidas, sendo 127 como titular.

No entanto, a eliminação nos pênaltis, para o Guangzhou Evergrande, nas oitavas de final da Champions Asiática, pode ser um elemento novo na negociação, já que se tratava do torneio mais importante da temporada, e agora só restaria o Campeonato Chinês e a Copa da China.

Em um possível retorno ao Brasil, GIl prioriza o Timão pela amizade que construiu com o técnico Fábio Carille e também pelo passado no clube paulista. Ele disputou 184 partidas e marcou sete vezes, sendo campeão paulista, brasileiro e da Recopa Sul-Americana.