Equipe de salto do Brasil brilha, fica com ouro na Copa das Nações e empolga para o Pan

Equipe de salto do Brasil brilha, fica com ouro na Copa das Nações e empolga para o Pan
Foto: CBH Divulgação

A seleção brasileira de salto conquistou neste domingo, em Geesteren, na Holanda, o ouro na Copa das Nações, organizada pela Federação Internacional Equestre (FEI). O país foi representado pelos conjuntos (cavalheiro/cavalo) Marlon Zanotelli/Sirene de la Motte (4/0), Felipe Amaral/ Germanico T (0/0), Pedro Muylaert/C´est Dorijke (8/4) e Pedro Veniss/Quabri de L Isle (0/não saltou), fechando com apenas oito pontos perdidos. A Holanda, que competia em casa, ficou com a prata (16), e a Espanha com o bronze (28).

– Todos estavam realmente espetaculares hoje. Para os Jogos Pan-americanos ainda temos alguns dias para confirmar a equipe, mas a formação de hoje tem uma boa chance – disse o chefe de equipe Pedro Paulo Lacerda, que liderou o Time Brasil ao lado do técnico suíço Phillip Guerdat, treinador da equipe da França, campeã olímpica na Rio 2016.

Este foi o último evento antes da convocação da equipe que representará o país nos Jogos Pan-Americanos, que acontecem em Lima, no Peru, de 26 de julho a 11 de agosto. Com o resultado, aliás, o Brasil chega embalado para o evento que classificará os três melhores países para Tóquio 2020. A definição dos convocados para a capital peruana está prevista para a próxima quarta-feira, 26 de junho.

Lembrando que a seleção tem tradição no Pan. É dona de seis títulos, conquistados no Canadá 1967, Cuba 1991, Argentina 1995, Canadá 1999 e Rio de Janeiro 2007. Dos países que estarão em Lima, por enquanto, apenas os Estados Unidos já estão classificados para as próximas Olimpíadas.

Melhor desempenho

Parte do único conjunto a anotar um duplo-zero na Copa das Nações, Felipe Amaral comentou sobre o ótimo desempenho do cavalo. Lembrando que Felipe esteve na equipe brasileira que ficou com a quarta colocação no Pan de 2015.

– Germanico tem 12 anos, mas ainda não tem muita experiencia. A primeira Copa das Nações dele foi ano passado em La Baule e vencemos. Ele nasceu na Holanda e veio para o Brasil aos dois anos. Desde o ano passado, estou com ela na na Europa – disse Amaral.

Fonte: Globoesporte