Após folga, preparador fala sobre programação de treinos do Botafogo

Felippe Capella - Botafogo
Felippe Capella elogiou Eduardo Barroca (Foto: Vítor Silva/SS Press/Botafogo)

 

Após folga, o Botafogo terá um tempo livre para trabalhar. Após o primeiro grupo, que foi completado com as presenças de Luiz Fernando e Jonathan, marcar presença ainda na última passada, todo o elenco voltará a treinar no Estádio Nilton Santos na próxima segunda-feira. O foco, é claro, será entender com maior facilidade os conceitos passados por Eduardo Barroca em campo.

Os jogadores tiveram cerca de onze dias de parada, desde o começo da Copa América, e, agora, serão submetidos a três semanas de treinamento. Felippe Capella, gerente de preparação física do Botafogo, comentou sobre este tempo para qualificar a equipe.

– É um período bastante interessante para o período final da temporada. Tivemos onze dias de folga, é um período que usamos para diminuir a carga dos atletas, visto a rotina de jogos, treinos e viagens, então é sempre bem-vindo essa oportunidade de dar esse intervalo de recuperação durante a temporada – afirmou, à “Rádio Brasil”.

Eduardo Barroca chegou ao Botafogo pouco antes do início do Campeonato Brasileiro e, portanto, não teve tempo para implementar seu estilo de jogo com clareza. O objetivo inicial do treinador, como o próprio falou, foi pontuar; agora, ele vai se prontificar em melhorar o desempenho da equipe.

– A intertemporada é uma situação também muito bem vista por conta do período que temos para trabalhar a equipe. O Barroca chegou no início do Brasileirão, mas não teve muito tempo para trabalhar, e agora, nessas três semanas, ele terá tempo para desenvolver o que ele acha para a equipe com bastante tranquilidade – analisou Capella.

O departamento físico do Botafogo resolveu separar o grupo de acordo com a minutagem de cada jogador. Um grupo de 14 jogadores, a maioria deles reserva, se apresentou na última quarta-feira; durante a semana, outros atletas apareceram e, na próxima segunda-feira, Eduardo Barroca terá todo o grupo à disposição para os treinamentos.

– O mais interessante é o atleta estar jogando o maior tempo possível, respeitando a individualidade e a carga gerada nas partidas, mas esse período traz treinos que se aproximam muito da realidade de jogo. A gente procura ser o mais específico possível e, de acordo com a programação, tem jogos-treino, jogos contra os juniores, conseguimos minimizar o máximo e, mesmo sem jogos, fazer um trabalho de qualidade com os atletas. Temos três semanas corridas para poder desenvolver toda a parte muscular e técnica – analisou.

Desde que Eduardo Barroca for contratado, ele tenta implementar um sistema tático de valorização da bola. O Botafogo, inclusive, é o quarto time com maior média de posse no Campeonato Brasileiro. Felippe Capella explica que este estilo favorece os jogadores em termos físicos.

– Quanto mais tempo a gente fica com a bola, menos estresse físico nós teremos. É uma situação que, no aspecto físico, é interessante, até porque quando você tem a bola dá para evitar aquele jogo transitório, defesa e ataque, onde temos maiores exigências físicas nessas ações. Quando você tem a posse o desgaste físico, com certeza, é menor – completou.

Veja outros pontos falados por Felippe Capella:

Existe algum trabalho específico com o Victor Rangel?
– O Victor Rangel se apresentou, fizemos algumas avaliações, e ele já está fazendo um trabalho específico, para ele voltar à nossa realidade, que é bem intensa, com boas sessões de treino. Ele já passou por esse período, tanto que ele não foi liberado de imediato para jogar, a gente optou por essa adaptação para ele estrear na melhor condição física possível. É um atleta super dedicado e comprometido.

Como é trabalhar com Eduardo Barroca?
– O Barroca é um cara simples, gosta muito de trabalho, é um profissional exigente, mas é um cara de grupo. Todos compraram a ideia dele, isso faz a diferença. É extremamente capacitado, são apenas elogios a ele, é um cara que dá bastante liberdade, os atletas aceitaram ele de uma maneira benéfica.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LANCE!
Rio de Janeiro (RJ)