Náutico supera desfalques, vence Sampaio Corrêa fora de casa, e volta ao G4 na Série C

<i>(Foto: Léo Lemos/Náutico)</i>
De pênalti, Wallace Pernambucano abriu o placar para o Náutico e marcou seu 12º gol na temporada (Foto: Léo Lemos/Náutico)
Com uma equipe bastante modificada, com direito a três estreias, o Náutico conseguiu uma reação imediata na Série C, após o tropeço contra o Globo-RN, na última rodada, ao bater o Sampaio Corrêa por 2 a 0 no estádio Castelão, em São Luís. O resultado devolveu o Timbu ao G4 do Grupo A, com os mesmos 11 pontos da equipe maranhense, mas com os alvirrubros levando vantagem no saldo de gols.
Já o técnico Gilmar Dal Pozzo segue invicto no comando do Náutico, com três vitórias (uma pela seletiva da Copa do Nordeste) e dois empates. No próximo domingo, os alvirrubros terão outro importante compromisso, ao receber o Botafogo-PB (3º colocado com 12 pontos), nos Aflitos, pela 8ª rodada.

O jogo

Seja pela grande quantidade de jogadores machucados ou apenas por opção técnica, o fato é que para a partida o treinador Gilmar Dal Pozzo promoveu uma mini reformulação na equipe do Náutico, com cinco mudanças com relação ao time que entrou em campo no empate com o Globo-RN, na última rodada.
Com direito as estreias do goleiro Jefferson, do zagueiro Fernando Lombardi e do lateral esquerdo William Simões. Além disso, o atacante Neto Pessoa iniciou pela primeira vez como titular, enquanto Hereda recuperou o posto na lateral direita.
Porém, em um gramado muito encharcado devido às fortes chuvas que caíram o dia todo em São Luís, o que o Náutico apresentou de melhor em campo no primeiro tempo foi a entrega e o comprometimento com o esquema defensivo montado por Dal Pozzo, sem dar espaços ao Sampaio Corrêa. Isso porque, tecnicamente, a partida foi sofrível.
Tanto que pouco foram os lances de perigo de ambos os lados. E os principais saíram em lances de bola parada, fruto de precipitações dos defensores das duas equipes. Nessa equação, melhor para o Náutico.
Aos 26 minutos, após um lançamento sem maiores pretensões, o goleiro Andrey acabou derrubando Neto Pessoa dentro da área. Na cobrança, Wallace Pernambucano abriu o placar e marcou o seu 12º gol na temporada. Recorde pessoal do atacante.
Em desvantagem no marcador, os donos da casa procuraram ocupar por mais tempo o campo de ataque. Mas sem apresentar qualidade. Dessa forma, Jefferson só foi ameaçado aos 49 minutos, após Josa cometer falta desnecessária na entrada da área. Na cobrança, Everton mandou no travessão.

Segundo tempo

Na volta para a etapa final, o Sampaio Corrêa voltou mais ofensivo com a entrada do atacante Ulisses. E não demorou muito para a equipe maranhenses pressionar o Timbu em busca do empate. Logo aos dois minutos, Jefferson foi obrigado a fazer uma ótima defesa após chute de Welder, na entrada da pequena área.
Porém, ao mesmo tempo que foi para cima em busca do empate, o Sampaio passou a ceder espaços para contra-ataques. Cabia ao Náutico saber aproveitar esses espaços. E aos cinco minutos, após a zaga maranhenses parar, Thiago apareceu como homem surpresa por trás dos zagueiros, após lançamento de Fernando Lombardi, e com um toque de categoria fez o segundo.
Com a vantagem ampliada, os alvirrubros intensificaram a estratégia de se retrancar na defesa e buscar sair rápido nos contra-ataques. Algo que ficou claro com as entradas de Jimenez e Tharcysio nos lugares de Danilo Pires e Wallace Pernambucano, respectivamente, aos 17 minutos.
Dessa forma, sem encontrar espaço no meio da defesa alvirrubra, o Sampaio seguiu só oferecendo algum perigo em lances de falta. Muito pouco para ameaçar uma reação. Coube ao Náutico apenas administrar com inteligência o importante resultado. Vitória justa.

Ficha do jogo

Sampaio Corrêa 0
Andrey; Everton, Moisés, Douglas Assis e Patric Calmon; Diones (Medina), Eloir e Cleitinho (Ulisses); João Paulo; Welder e Dedé (Esquerdinha). Técnico: Julinho Camargo
Náutico 2
Jefferson; Hereda, Camutanga, Fernando Lombardi e William Simões; Josa, Luiz Henrique e Danilo Pires (Jimenez); Neto Pessoa (Tarcísio Martins), Wallace Pernambucano (Tharcysio) e Thiago. Técnico: Gilmar Dal Pozzo.
Local: Estádio Castelão, em São Luís (MA)
Árbitro: Lucas Paulo Torezin (PR)
Assistentes: Jefferson Cleiton Piva da Silva (PR)  e Joao Fabio Machado Brischiliari (PR)
Gols: Wallace Pernambucano, aos 27 min do 1º, e Thiago, aos 5 min do 2º
Cartões amarelos: Andrey, Paulo Sérgio, Welder (SC), Josa, Luiz Henrique, Jefferson (N)
Fonte: Superesporte