Fortaleza e Ceará fazem primeiro jogo da decisão

Fortaleza e Ceará empatam com gols no segundo Clássico-Rei de 2019. Foto: Mateus Dantas/O POVO
Fortaleza e Ceará empatam com gols no segundo Clássico-Rei de 2019. Foto: Mateus Dantas/O POVO(Foto: Foto: Mateus Dantas/O POVO)

Chegou o momento que todos esperavam no Campeonato Cearense. Depois de muitas rodadas, com alguns jogos desinteressantes e superação de uns percalços no meio do caminho, Fortaleza e Ceará cumpriram as expectativas e chegam para decidir o Estadual 2019. Neste domingo, às 16 horas, quando a bola rolar no gramado do Castelão, os rivais, que vivem momentos opostos, terão objetivos distintos na primeira metade da final do certame.

Os tricolores têm a missão de reverter a vantagem que é do rival. Por ter melhor campanha no geral, o Alvinegro é quem joga por dois resultados equivalentes para ficar com o título. A equipe de Rogério Ceni tem, então, obrigatoriamente, que triunfar em ao menos um dos dois jogos.

O comandante leonino terá que quebrar o tabu de nunca ter vencido o rival. Em seis jogos, perdeu três e empatou três.

A tarefa é difícil, mas considerando o momento positivo que o Leão do Pici vive, a confiança é alta. São nove jogos seguidos sem perder, com 14 gols marcados e somente três sofridos neste período. Há quatro partidas que a defesa leonina não é vazada nenhuma vez sequer, e a ótima atuação na goleada por 4 a 0 sobre o Vitória, na última segunda-feira, 8, é modelo que deve ser seguido para reverter a vantagem do rival.

“A gente entra todo jogo com intenção de vencer. O que a gente precisa é fazer o que tem feito nos treinos. E tenho certeza que se fizermos um jogo como fizemos no último, temos totais condições de vencer já neste jogo”, disse o volante Araruna.

Do lado Alvinegro, a missão é de manter ou ampliar a vantagem. Vencer o jogo deste domingo representa um passo significativo na busca pelo tricampeonato, já que, no mínimo, obrigará o Fortaleza a vencer a partida de volta por dois ou mais gols de diferença.

Além disso, triunfo representa maior tranquilidade após uma semana conturbada e com bastante pressão após eliminações na Copa do Brasil e Copa do Nordeste. No momento, tudo que o Vovô precisa é de um bom resultado no primeiro jogo da final para viver dias mais amenos.

“Essa vantagem só será vista no último jogo, se houver necessidade. Independente de termos vantagem, vamos jogar pra vencer, porque toda vez que entramos em campo, é sempre pra vencer”, garantiu o volante Juninho.

Assim como Ceni, Lisca nunca venceu um Clássico-Rei em sua carreira. Foram quatro partidas dirigindo o Vovô contra o rival, com três empates e uma derrota. O comandante alvinegro, porém, pode ser campeão sem quebrar o tabu, já que, com dois empates, o título fica em Porangabuçu.

Certo é que, nos últimos anos, nunca o Campeonato Cearense teve uma final com promessa de tanto equilíbrio. Os dois encontros anteriores já provaram isso. Agora, nos últimos 180 minutos do Estadual, qualquer deslize pode custar caro, e o campeão começa a ser decidido neste domingo.

FICHA TÉCNICA

FORTALEZA (4-3-3)

Marcelo Boeck (Felipe Alves); Tinga, Quintero, Roger Carvalho e Bruno Melo (Carlinhos); Felipe, Araruna e Dodô (Wellington Paulista); Edinho, Osvaldo e Jr. Santos. Técnico: Rogério Ceni

CEARÁ (4-2-3-1)

Richard; Samuel Xavier, Tiago Alves, Luiz Otávio e Thiago Carleto; Fabinho e Juninho; Fernando Sobral, Leandro Carvalho e Chico (Felipe Baxola); Ricardo Bueno. Técnico: Lisca

Local: Arena Castelão, em Fortaleza-CE

Data: 14/4/2019

Horário: 16 horas

Árbitro: Raphael Claus (FIFA-SP)

Assistentes: Cleriston Clay Barreto (Master-TO) e Fábio Pereira (Master-SE)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FONTE – O POVO