Bottas supera Hamilton e crava a pole position no GP da China de F-1

 

Foto: Divulgação/Fia
Foto: Divulgação/Fia

 

O Grande Prêmio da China de F-1, o milésimo da história da categoria, já conhece seu pole position. Na madrugada deste sábado (13), o finlandês Valtteri Bottas anotou o tempo mais rápido no treino classificatório e estará à frente do grid de largada no domingo, às 03h10 (de Brasília), em Xangai.

Com tempo de 1’31s547, o piloto da Mercedes dividirá a primeira fila do GP chinês com seu companheiro Lewis Hamilton na segunda posição. Logo atrás, Sebastian Vettel e Charles Leclerc, companheiros da Ferrari, dividem a segunda fila.

Pela terceira corrida seguida, a Fórmula 1 tem um pole position diferente nas pistas. Na Austrália, Lewis Hamilton puxou a fila, enquanto no Barein, Charles Leclerc foi o pole.

Logo no Q1, Valtteri Bottas mostrou que daria trabalho aos concorrentes na pista em Xangai, anotando o tempo mais veloz até então – 1’32s658. Apesar do domínio de Bottas, as três principais equipes da temporada dividiram-se entre as mais rápidas em cada setor do Q1: Ferrari, com Vettel, no S1; Red Bull, com Verstappen, no S2; e Mercedes, com Bottas, no S3. Com problemas em seu Alfa Romeo, Antonio Giovinazzi não realizou nenhuma volta na pista. Com isso, Stroll, Russell, Kubica, Giozinazzi e Albon não avançaram ao Q2.

No Q2, Bottas voltou a apresentar melhor ritmo, mas foi surpreendido nos últimos segundos, quando Lewis Hamilton cravou, com pneus macios, o melhor tempo. Apesar da boa performance, o britânico perdeu o controle do carro no início do Q2, mostrando que ainda encontrava dificuldades em sua Mercedes. Pela primeira vez desde o GP da Hungria, em 2016, Kimi Raikkonen ficou fora da disputa do Q3.

Nos últimos minutos de treino, os pilotos optaram pelo pneu macio, em busca de mais aderência e de voltas mais rápidas, e Bottas confirmou o favoritismo, mantendo o ritmo apresentado durante o fim de semana. Com 0s023 à frente de Hamilton, o finlandês cravou a pole. Companheiros de Renault, Daniel Ricciardo e Nico Hulkenberg surpreenderam e garantiram a sétima e a oitava posição no grid de largada. Brigando pelas primeiras posições durante todo o dia, Max Verstappen não teve boa performance no Q3, e ficou apenas com o quinto melhor tempo, atrás da dupla da Ferrari.

Após forte acidente no último treino livre, na madrugada deste sábado, Alexander Albon, da STR, não participou do treino classificatório. “Infelizmente, devido ao dano significativo no carro, Alexander Albon não participará do qualificatório”, escreveu a Toro Rosso em suas redes sociais. Apesar do estrago em seu carro, Albon foi liberado pelos médicos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FONTE – UOL/FOLHAPRESS)