Surfista sofre infarto enquanto pegava onda gigantesca em Mavericks, na Califórnia

O surfista Christy Davis, de 66 anos, sofreu um infarto enquanto oregava onda
O surfista Christy Davis, de 66 anos, sofreu um infarto enquanto oregava onda Foto: Reprodução / Instagram

O surfista Christy Davis, de 66 anos, sofreu um infarto e viveu momentos de tensão enquanto estava no pico de uma onda em Mavericks, litoral da Califórnia, nos Estados Unidos. O incidente aconteceu na última segunda-feira, dia 11.

Em seu relato nas redes sociais, o atleta explicou que sentiu dores no lado esquerdo do peito enquanto estava na onda, pediu ajuda e foi auxiliado por amigos. Após ser ajudado, ele foi levado ao hospital e passou por cirurgia para desbloquear a artéria. O brasileiro Alex Martins, que reside na Califórnia, ajudou no socorro, segundo a vítima.

“É bom estar vivo! Eu vinha tendo uma ótima sessão em Mavericks, ontem (segunda-feira), quando comecei a sentir uma séria dor no lado esquerdo do meu peito. Parece que eu estava sendo comprido pela frente e pelas costas, onde ficam as caixas do meu colete salva-vidasAcabou que eu remei quase toda a distância até a praia, apenas abaixando a cabeça e continuando remando e respirando”, contou no Instagram.

Agora, enquanto se recupera do susto, Christy Davis afirmou que pretende voltar a surfar em alguns meses se tiver a sorte de ficar bem. No entanto, o surfista ainda não tem a dimensão do dano que foi causado pelo infarto.

“De qualquer forma, com minha artéria desbloqueada, devo ter pelo menos 20% mais capacidade de filtrar o sangue, então com sorte estarei de volta na água do mesmo jeito que antes em alguns meses — embora, realisticamente, ainda não esteja completamente bem, já que ainda é determinar quanto dano foi causado ao coração pelo infarto”, disse no texto.

Confira na íntegra o texto do Portal Hardcore especializado em surf:

É bom estar vivo! Eu vinha tendo uma ótima sessão em Mavericks ontem (segunda-feira) com meu bom amigo cinegrafista Grant Thompson filmando do jet-ski de Curtis Myers quando comecei a sentir uma séria dor no lado esquerdo do meu peito. Parece que eu estava sendo comprido pela frente e pelas costas, onde ficam as caixas do meu colete salva-vidas.

Quando esse amortecimento começou a se espalhar para o meu braço esquerdo, fiquei preocupado e perguntei se alguém poderia sair da água junto comigo, já que o Curtis tinha acabado de ir embora com o jet. August [Hidalgo, outro local de Mavericks] se voluntariou e nós começamos a remar, mas a dor foi ficando pior e pior. August começou a me rebocar com seu leash, quando Frank [Quirarte], Alex [Martins, brasileiro residente na Califórnia] Manny [Resano], Hide [Hideshiro Minami] e todos os outros que tinham acabado de pegar alguma onda foram se juntando a nossa pequena frota para ver se estava tudo bem comigo. Acabou que eu remei quase toda a distância até a praia, apenas abaixando a cabeça e continuando remando e respirando. August estava me guiando um pouco, apontando quando eu chegava muito perto da bancada de corais ou quando uma onda estava vindo. Demos a volta em Mushroom Rock e August e os outros me ajudaram, às vezes, com um empurrão.

Quando chegamos à praia, Manny e alguns dos outros caras se revezaram trazendo minha prancha. Quando chegamos à caminhonete, Manny assumiu o volante e me levou para casa, com Grant Thompson o seguindo para levá-lo de volta ao estacionamento. Chegando em casa, liguei para a emergência, que prontamente identificou a seriedade da situação. Fui levado para o hospital na mesma hora, em uma ambulância, com sirene ligada e tudo mais. Fui levado direto para a cirurgia, onde colocaram um stent no meu coração. Minha artéria anterior esquerda estava completamente bloqueada. Os médicos disseram que era o ataque cardíaco grave, e que se não estivesse em boa condição física provavelmente teria morrido.

De qualquer forma, com minha artéria desbloqueada, devo ter pelo menos 20% mais capacidade de filtrar o sangue, então com sorte estarei de volta na água do mesmo jeito que antes em alguns meses — embora, realisticamente, ainda não esteja completamente bem, já que ainda é determinar quanto dano foi causado ao coração pelo infarto.

Gostaria de agradecer a todos que me apoiaram e que garantiram que eu saísse da água em segurança. Acho que terei a honraria duvidosa de ser a primeira pessoa a sofrer um infarto em Mavericks!