Fluminense paga salários de janeiro até R$ 5,5 mil a funcionários e jogadores

Pedro Abad não conseguiu regularizar finanças do Fluminense
Pedro Abad não conseguiu regularizar finanças do Fluminense Foto: Lucas Merçon/Fluminense

O Fluminense diminui as dívidas salariais com funcionários e jogadores nesta terça-feira. O clube pagou um limite de R$ 5,5 mil a todos: CLT, pessoas jurídicas e atletas. A informação foi primeiro veiculada pelo Globoesporte.com e confirmada pelo EXTRA.

Na última segunda-feira, Pedro Abad se reuniu com o elenco e atualizou os jogadores sobre o problema financeiro vivido pelo clube. Recentemente, os atletas chegaram a realizar uma paralisação de um dia.

O não-pagamento do mês de fevereiro faz com que o Fluminense esteja inadimplente por três meses, período suficiente para um jogador ter a opção de rescisão unilateral de contrato, como acontecido com Gustavo Scarpa.

O débito atual do Tricolor é a soma dos salários de janeiro e fevereiro de funcionários e jogadores, além do 13º e férias de 2018 e direitos de imagem (que apenas alguns atletas recebem) de novembro, dezembro (de 2018) e janeiro deste ano. Excluem-se o limite de R$ 5,5 mil referentes ao primeiro mês de 2019 e os salários integrais de janeiro dos reforços. No dia 15, vencem direitos de imagem de fevereiro, ainda sem prazo para regularização.

 

 

 

 

 

 

 

FONTE – EXTRA