Programa Bolsa Atleta Alagoas garante valorização e incentivo ao esportista alagoano

 

Atletas alcançam resultados expressivos em suas modalidades em competições estaduais e nacionais
Atletas alcançam resultados expressivos em suas modalidades em competições estaduais e nacionais; foto: Assessoria 

Alagoas é terra de muita cultura e de um povo alegre e acolhedor. Mas é também um lugar de guerreiros uniformizados, atletas que superam seus limites e as adversidades para alcançar os pódios no Brasil e fora dele. Com o objetivo de reconhecer esse patrimônio alagoano, o programa Bolsa Atleta Alagoas completa em 2019, quatro anos de atividade ininterrupta oferecendo ao esportista um acompanhamento continuado por meio do pagamento de uma bolsa no valor de um salário mínimo, durante doze meses. O recurso é destinado para que o esportista possa investir na carreira profissional, além de auxiliar na consolidação de alagoanos nas diversas modalidades praticadas no estado.

Atualmente, o Governo de Alagoas, por meio da Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude (Selaj), seleciona 20 atletas para a receber a bolsa. A seleção é feita por meio de uma chamada pública no Diário Oficial. O valor do salário, já corrigido de R$ 998, deve ser investido na carreira profissional do beneficiado. Com a bolsa, o atleta deve cuidar exclusivamente de sua carreira no esporte, focar em qualificação, seja mensalidade em academia, acompanhamento nutricional ou mesmo transporte.

Os resultados apresentados até o momento são positivos. Foram muitas conquistas e dezenas de medalhas que orgulham Alagoas. Dos atletas que se destacam internacionalmente, um deles é o karateca Carlos Daniel, natural do município de Roteiro e colecionador de prêmios. Campeão norte-nordeste 2018 e vice-campeão sul-americano Carlos Daniel destaca a importância do programa na carreira.

“O Bolsa Atleta me ajuda a manter os treinos e me motiva a continuar fazendo o que eu gosto que é lutar karatê”. Essa bolsa é muito importante para que eu possa conseguir ir para as competições até mesmo internacionais, além de me ajudar a comprar materiais de qualidade”, revelou o atleta.

Destaque no futebol, a determinação da jovem Alice Tosta faz dela heptacampeã alagoana e a goleira menos vazada da competição alagoana de beach soccer e campeã alagoana de futsal. Para a atleta que não tem patrocinador, “o Bolsa Atleta é um grande incentivo do governo por reconhecer que não é fácil a jornada de uma atleta durante a sua trajetória. São muitos treinos, viagens, abdicações e perseverança”.

Os custos para um esportista são altos e por isso, a atleta afirma que a bolsa é essencial para continuar insistindo no sonho.  “O custo é diário com transportes, suplementações, academia, acompanhamento nutricional, acessórios esportivos e outros. Dentro do possível, é com este auxílio, que eu me mantenho atualmente no esporte”, afirmou Tosta ressaltando que a bolsa “dá ânimo para seguir em frente e confiantes de se transforma em retorno”.

Primeiro bolsista paralímpico, José Alexandre Júnior garante que o trabalho é árduo e diário. Com a conquista de cinco medalhas no Pan-americano de 2018, o atleta responsabiliza o programa pelas suas conquistas. “Sem o apoio do Governo do Estado eu não poderia ter comprado as minhas passagens nem dar continuidade ao meu treinamento para poder representar bem o meu estado”, lembrou Alexandre.

Em um cenário de dificuldade para o esporte no país, em virtude dos cortes públicos destinados a essa área, o Bolsa Atleta Alagoas é uma das prioridades do Governo de Alagoas, que acredita no esporte como um compromisso social. Para a secretária Claudia Petuba, o Bolsa Atleta é um forma de fomentar cada vez mais o esporte no Estado.

“É um prazer reconhecer os heróis da nossa terra, que vencem todas as adversidades para superar as dificuldades e trazer muitas conquistas para Alagoas, porque o atleta exerce seu talento, sua missão, mas ele é um patrimônio do Estado”.

Com a proposta do aumento do número das bolsas, a expectativa é que o esporte em Alagoas esteja sempre nos mais altos pódios e que nossos heróis sejam sempre muito bem reconhecidos.

 

 

 

 

Foto: Assessoria