Ninho é vistoriado pelos Bombeiros e, sem laudo, permanecerá interditado

Incêndio atingiu alojamento das divisões de base do Flamengo há um mês (Foto: Adriano Fontes/ AMPress)
Incêndio atingiu alojamento das divisões de base do Flamengo há um mês (Foto: Adriano Fontes/ AMPress)Foto: Lance!

A informação foi inicialmente dada pelo site “Globoesporte” e confirmada pelo LANCE! na noite desta sexta-feira. O CT do Flamengo está lacrado desde o dia 27 de fevereiro pela Prefeitura. Há um mês, um incêndio atingiu o alojamento das divisões de base e vitimou 10 jogadores, ferindo outros três jovens.A ausência de um Laudo de Exigências para a emissão do Certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros – o qual o Flamengo não detinha na época do incêndio – foi apontada na mais recente inspeção, assim como outras três pendências.

Dez pontos indicados pelo Corpo de Bombeiros foram revistos de acordo com o novo projeto de segurança contra incêndio e pânico, segundo o clube da Gávea. Por não existir uma lista definitiva de exigências, o Flamengo teme que a cada visita surja uma nova pendência, dificultando a reabertura do local.

Para que uma edificação seja considerada regularizada junto ao Corpo de Bombeiros são necessários estes dois documentos – Laudo de Exigências e o Certificado de Aprovação – e, somente na posse destes, o Flamengo poderá avançar na obtenção de outros dois documentos pendentes para deixar o Ninho do Urubu em condições de atender o elenco profissional e as categorias de base. o Habite-se emitido pela Secretaria Municipal de Urbanismo; e o Alvará de funcionamento emitido pela Secretaria Municipal de Fazenda.

 

 

 

 

 

 

 

LANCE!