Vasco encara Serra no Espírito Santo pela Copa do Brasil

 

O Vasco chega em ótima fase a Cariacica (ES) para enfrentar o Serra, pela segunda fase da Copa do Brasil, nessa quarta-feira, às 21h30. Apesar de toda a confusão envolvendo a presença de torcedores no Maracanã na final da Taça Guanabara, o time comemorou o título no último domingo e quer manter a boa fase com a classificação à terceira fase da competição nacional.

No Campeonato Carioca, o Vasco está 100%, com cinco vitórias na primeira etapa da Taça Guanabara, e mais duas, na semifinal – 3 a 0 no Resende – e na decisão, contra o Fluminense, por 1 a 0. Na Copa do Brasil, no entanto, o Vasco não teve vida fácil e só avançou para a segunda fase com empate por 2 a 2 contra o Juazeirense, graças a gol de pênalti de Maxi Rodríguez já nos minutos finais. O Serra, por sua vez, avançou com triunfo por 1 a 0 sobre o Remo, no Robertão, em Serra (ES).

Ao contrário da primeira fase, a partida dessa quarta-feira não garante classificação ao Vasco em caso de empate. Se houver igualdade no tempo normal, a disputa da vaga vai para os pênaltis.

Apesar do desgaste pela disputa da final da Taça Guanabara e a viagem para o Espírito Santo, o técnico Alberto Valentim não deve poupar os titulares, já que o clube tem a Copa do Brasil como uma das prioridades para a temporada. A tendência é que o time seja exatamente o mesmo que entrou em campo na vitória sobre o Fluminense. “Temos que superar o desgaste, mas aproveitar a confiança adquirida com o título conquistado”, disse Alberto Valentim.

O único desfalque é o meio-campista Thiago Galhardo, que sequer viajou com a delegação vascaína e ficou no Rio tratando um edema muscular na coxa direita. Ele já não vinha atuando, o que provocou a entrada de Bruno César.

Apesar de ter avançado na Copa do Brasil, o Serra não vive bom momento na temporada e ocupa apenas a oitava colocação no Campeonato Capixaba, com três pontos conquistados em quatro jogos. O time do técnico Cleiton Marcelino vem de duas derrotas, por 1 a 0 para o Atlético, e por 3 a 1, para a Desportiva.

No último treinamento antes da partida, Marcelino utilizou a mesma escalação da vitória sobre o Remo na primeira fase e deve repetir a escalação que conquistou a classificação naquela oportunidade.

 

 

 

 

 

 

 

Estadão Conteúdo