São Paulo demite Jardine e anuncia contratação de Cuca

Resultado de imagem para cuca treinador
FOTO – ESPORTE MAIS
O São Paulo anunciou nesta quinta-feira, 14, a demissão do técnico André Jardine, um dia depois da eliminação para o Talleres, da Argentina, na segunda fase da Copa Libertadores. O diretor de futebol Raí concedeu entrevista coletiva e já anunciou o nome de seu substituto: Cuca, que, o entanto, não assumirá o posto imediatamente, pois se recupera de um problema no coração. Atual coordenador técnico, Vagner Mancini assumirá o posto de forma provisória. Jardine seguirá no clube em outro cargo.

“Cuca tem histórico no São Paulo e empatia, uma relação importante com a torcida. Tem histórico, formação de uma equipe vitoriosa” afirmou Raí, relembrando a passagem do técnico, em 2004. A expectativa é que Cuca assuma o São Paulo apenas em abril. “Ele gostaria de assumir agora, mas ainda não é o ideal para ele e para saúde dele. Vamos dar esse tempo”, afirmou Raí.

Raí fez elogios a André Jardine e disse que o treinador seguirá empregado pelo clube e ganhará alguns dias de descanso, até decidir qual será sua nova função. “Não foram só os resultados, mas a maneira, o jogo não estava acontecendo, reconhecidamente. Ele assume a responsabilidade, mas a maior responsabilidade maior é minha, nossa (diretoria). Foi algo que a gente acreditou, mas que nesse momento não funcionou. Tenho certeza que o Jardine ainda terá muito êxito aqui e em qualquer clube em que trabalhar”, diz Raí.

Apontado por muitos torcedores como o principal responsável pela crise do time, o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, também se pronunciou, de forma breve. “Estamos aqui em um momento triste e difícil da vida do São Paulo para externar nossa tristeza e lamentar profundamente a eliminação tão precoce da Libertadores que é tão cara ao nosso torcedor. O torcedor tenha a certeza que estamos muito sentidos e vivendo um momento especialmente adverso. Lamentavelmente, o planejamento e a formação escolhida, por fatores diversos, alguns fortuitos, geraram desapontamento e situação difícil que vivemos”, discursou.

“Certamente houve da direção de futebol, totalmente amparada pela direção maior do São Paulo, todo interesse que nosso projeto de participação melhor e mais efetiva em 2019 se desenvolvesse desde o primeiro momento, ainda no começo do Paulista, e ainda temos Copa do Brasil e Brasileiro. Infelizmente, lamentamos muito. Não contávamos que esse momento que fosse existir”, completou Leco.

Os números de Jardine

André Jardine após eliminação do São Paulo para o Talleres (São Paulo TV/Reprodução)

André Jardine chegou ao São Paulo em 2015 para trabalhar nas categorias de base. E foi exatamente o bom desempenho nessa função que levou a diretoria a promovê-lo em março de 2018 para o cargo de auxiliar técnico fixo do time profissional, depois assumindo o comando da equipe. A falta de bons resultados este ano, porém, o levou a ficar pouco tempo como treinador.

O ex-auxiliar da comissão técnica fixa do clube foi efetivado oficialmente em 25 de novembro do ano passado. No entanto, ele já havia assumido o cargo de forma interina duas semanas antes, substituindo o uruguaio Diego Aguirre na reta final do Campeonato Brasileiro, levando o time a terminar o torneio em quinto lugar.

Durante seu período como treinador, André Jardine dirigiu o time em 15 jogos, conquistando quatro vitórias, três empates e oito derrotas, com aproveitamento de 33,3%. Foi o pior desempenho de um técnico à frente do São Paulo desde Doriva, que comandou a equipe em 2015.

 

 

 

 

 

 

(com Estadão Conteúdo)