Rivaldo conta que ouvia vozes e como decidiu se tornar evangélico

Rivaldo conta que ouvia vozes e como decidiu se tornar evangélico

Evangélico confesso, Rivaldo concedeu, na sexta-feira (23), uma extensa entrevista ao jornal argentino Clarín, na qual contou a reveladora história por detrás da sua crença.

O jogador que passou por clubes como Barcelona ou AC Milan reconhece que “não era crente”…: “Mas, em 2004, me acontece algo de impressionante”.

“Tinha deixado o Cruzeiro e estava sem jogar. Nessa época, comecei a ouvir uma voz que me dizia que ia morrer num acidente de carro. Eu ouvia de vez em quando e era muito clara. Depois, outra voz me dizia que, se acreditasse nela, não ia morrer”, recordou.

“O mais estranho é que me dava muita vontade de dirigir. Por isso, aproveitava qualquer desculpa para sair de carro. Dizia a minha mulher ‘Vamos passear em Curitiba’, e ela não sabia bem para quê”, acrescentou.

Foi então que chegou o dia que mudou a vida de Rivaldo: “Não aguentava mais. Fui sozinho a Mogi Mirim, a 160 quilômetros de São Paulo. E, durante toda a viagem, a mesma coisa. Ouvia aquela voz, cada vez mais forte. Tinha a sensação de que, nesse dia, ia acontecer alguma coisa”.

“Lembrava-me de alguns conhecidos que morreram em acidentes de carro. O meu próprio pai morreu num acidente. Voltei com muito medo, passava longe dos caminhões. Quando cheguei em casa, saí do elevador e comecei a chorar como uma criança. Nesse dia, decidi entregar a minha vida a Deus. E nunca mais ouvi essas vozes”, concluiu o atleta.

Fonte: Notícias ao Minuto