Paciente, Alex Sandro não se vê à frente de Marcelo na Seleção

Lateral Alex Sandro; foto: GazetaEsportiva

Confirmado como titular no último compromisso da Seleção Brasileira em 2018, o lateral esquerdo Alex Sandro negou estar à frente de Marcelo na briga por uma vaga no grupo da Seleção Brasileira. Ele irá substituir Filipe Luís no amistoso contra Camarões, nesta terça-feira, às 17h30 (de Brasília), no Estádio MK, em Milton Keynes, nos arredores de Londres.

O jogador da Juventus-ITA foi convocado no lugar de Marcelo, novamente cortado em função de problemas físicos. Apesar disso, Alex Sandro adotou o discurso cauteloso e não se colocou à frente do lateral do Real Madrid-ESP.

“O único que pode dizer se somos só nós três (Alex Sandro, Marcelo e Filipe Luís) ou se tem alguém mais é o Tite. Mas não me vejo (à frente). Infelizmente, o Marcelo tem sofrido essas lesões”, disse, em entrevista coletiva, nesta segunda-feira.

Aos 27 anos, Alex Sandro é mais jovem que seus concorrentes – Marcelo tem 33, e Filipe Luís, 30. A idade, segundo ele, não o coloca em vantagem na disputa pela lateral esquerda da Seleção Brasileira.

“Acho que tenho tido muita paciência. Sou um jogador que sei esperar a minha hora. Sei aproveitar as oportunidades. São dois jogadores que, além de terem idade avançada, se cuidam bem, são profissionais”, argumentou.

No que depender de Tite, no entanto, o futuro do atleta da Juventus na Seleção tem tudo para ser promissor. “É natural que o Alex Sandro, a médio e longo prazo, seja o lateral da Seleção, tanto pela idade que tem quanto pelo futebol. E são essas etapas, essa construção, base agora, depois da Copa América, que fazem parte”, afirmou o treinador.

 

 

 

Fonte: GazetaEsportiva