Cássio evita caça a vilões e pede união ao Corinthians

Goleiro Cássio; Foto: Gazeta Esportiva

O momento do Corinthians é de dificuldade. Talvez por isso, Cássio foi quem apareceu na tarde dessa sexta-feira para dar entrevista coletiva no CT Joaquim Grava. Multicampeão com a camisa alvinegra, capitão do time e ídolo da torcida, o goleiro adotou um discurso de união dentro do clube e foco total na partida desse sábado, contra o Vasco, às 19h, na Arena de Itaquera. Nem mesmo o protesto da Gaviões da Fiel na véspera foi motivo para críticas do jogador.

“Eles sempre nos apoiam muito. Nesse momento, se vê mais o resultado, é mais importante do que o time que vem apresentando. Mas jogamos no Corinthians, time de massa, de torcida, todo mundo tem direito de dar sua opinião. Nesse momento é muito mais positivo ter o apoio do que a crítica, mas jogar em time grande é isso aí mesmo. Vamos continuar trabalhando, não sei como será o comportamento deles, mas tenho certeza de que no estádio será apoio os 90 minutos”, afirmou o camisa 12, evitando apontar culpados pelo fim de temporada decepcionante.

“Seria muito fácil agora jogar a culpa, mas todo mundo tem sua parcela, todo mundo está incomodado com a situação. Acho que acabamos perdendo alguns pontos em casa importantes. Quem está à frente tem isso, de quando não consegue ganhar, não perde. Ano passado nós fizemos isso. Acabamos fazendo um campeonato de altos e baixos, mas, se teve erro, todo mundo teve parcela por essa situação”.

Cássio também entende que o Corinthians não tem feito atuações tão ruins. O goleiro saiu em defesa do time e se mostrou confiante em uma reação já nesse sábado, para encaminhar de vez a permanência do clube na Série A de 2019.

“Acho que os últimos jogos têm sido bons. Depois que perdemos a final da Copa do Brasil, se a gente for ver os jogos, tomamos gols por desatenção. Contra o Vitória o gol no último minuto, contra o Botafogo gol contra, São Paulo com um a menos… claro que na reta final ninguém quer saber se você está jogando bem ou não. Não acho que estamos jogando uma maravilha, mas estamos sendo consistente, estamos pecando em alguns detalhes e isso vem prejudicando”, analisou.

“Acho que o Corinthians jogou de igual para igual com todas as equipes. Não vejo, mesmo perdendo, empatando, não vejo essa situação. O Corinthians se postou bem, em alguns detalhes acabamos pecando, erros de arbitragem, mas não adianta ficar falando o que passou”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *