Fortaleza empata com CSA e perde chance de título antecipado

Fortaleza empata com CSA e perde chance de título antecipado
REUTERS/Martin Acosta

Fortaleza ficou a pouco mais de dez minutos de conquistar o título da Série B com três rodadas de antecipação. Nesta terça-feira (6), a equipe dirigida por Rogério Ceni levou um gol aos 36min do segundo tempo e ficou no empate por 1 a 1 com o CSA em um lotado estádio Castelão.

Com o resultado, o Fortaleza, único time com acesso garantido para a Série B em 2019, chegou a 65 pontos. Um empate na próxima rodada, no sábado, contra o Avaí, em Florianópolis, garante o título.

Já o CSA voltou à vice-liderança da competição. O time alagoano foi aos 58 pontos, completando quatro partidas de invencibilidade. Na próxima rodada, o CSA joga em casa contra o Atlético-GO e pode até conquistar o acesso por antecipação, dependendo de uma combinação de resultados.

Tanto o Fortaleza quanto Ceni buscam seus primeiros títulos nacionais. O clube tem sala de troféus cheia de conquistas estaduais e regionais, mas nunca levantou taça em âmbito nacional. Já o técnico foi campeão da Florida Cup em 2017, com o São Paulo, mas agora tenta confirmar a taça da Segundona.

A partida desta terça mostrou um Fortaleza mais contido do que a torcida está acostumada. A equipe teve menos infiltrações do que em jogos recentes, mas soube ser paciente até abrir o placar aos 35 minutos. Após longa troca de passes frente ao CSA recuado, Jussani viu Dodô partindo em velocidade e deu assistência precisa para o camisa 10 marcar belo gol.

A vantagem desorientou o time alagoano até o intervalo. A proposta de se encolher e somente reagir ao Fortaleza não deu certo no primeiro tempo, no qual o CSA criou apenas uma chance. No segundo tempo, ao contrário, a partida foi mais aberta: Marlon quase ampliou para os donos da casa aos quatro minutos, e em seguida Rubens acertou o travessão e por pouco não empatou.

Na reta final, o jogo mudou de cara. O CSA passou a ter a bola, procurando espaços e forçando o Fortaleza a recuar. Hugo recebeu grande bola na área, mas bateu fraco e desperdiçou o empate. Depois, o mesmo Hugo dividiu com Marcelo Boeck na pequena área e viu o goleiro salvar a centímetros do gol. Na terceira vez, Hugo finalmente fez: empurrou a gol de peito após sobra de escanteio.

DISPUTA PELO G-4

Completam o G-4 o Goiás, que na segunda-feira derrotou o Sampaio Corrêa, e o Avaí, ambos com 57 pontos. O time catarinense jogou fora de casa e empatou com o Atlético-GO por 2 a 2.

Com o tropeço do Avaí, dois times encostaram no G-4. O Londrina derrotou o Criciúma por 4 a 2 e está a três pontos dos catarinenses, ocupando o quinto lugar. Logo atrás vem a Ponte Preta, com 53.

Embora ainda esteja a quatro pontos do G-4, a Ponte vem fazendo uma campanha de recuperação e ganhou 16 dos últimos 18 pontos disputados. Nesta terça, a vítima foi o lanterna Boa Esporte, com uma vitória suada por 1 a 0.

Ainda há três times com chance de acesso, mas nenhuma delas vem em boa fase. O Atlético-GO soma 52 pontos e está em sétimo lugar. Na sequência, o Vila Nova, que foi goleado pelo Brasil-RS, por 5 a 0, tem os mesmos 52, e o Guarani, que ficou no 0 a 0 com o Figueirense, está com 50 pontos.

Na parte de baixo da tabela, o Boa Esporte é o primeiro time rebaixado para a Série C, com 29 pontos. O Sampaio Corrêa é o penúltimo colocado, com 32 pontos e não pode mais nem sequer empatar para sonhar com a permanência na Série B.

O Juventude, que nesta terça perdeu para o CRB por 2 a 0, está com 35 pontos e vive uma situação delicada, ficando a seis pontos da salvação. O Paysandu, com 37 pontos, é o primeiro time da zona de descenso, e está a quatro pontos do CRB.

 

 

 

 

 

POR FOLHAPRESS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *