Goiás recebe a Ponte podendo assumir liderança da Série B

Goiás, de Ney Franco, possui a melhor campanha do returno da Série B (Foto: Divulgação)

 

Nesta sexta-feira, o Goiás precisa dos três pontos diante da Ponte Preta se quiser terminar a 29ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro na liderança da classificação. Na terceira posição, o Esmeraldino só assume a ponta, porém, em caso de tropeços do líder Fortaleza e do vice CSA, que duelam com Vila Nova e Guarani, respectivamente. No Estádio Olímpico Pedro Ludovico, a bola rola a partir das 19h15 (no horário de Brasília).

O Verdão conta com 45 pontos ganhos, um atrás dos alagoanos e dois atrás dos cearenses. Além de tentar chegar ao topo da tabela, os comandados de Ney Franco lutam para se firmar no G4, já que a distância é pequena (2 pontos) para os times que disputam um lugar entre os quatro primeiros. A Macaca, por outro lado, é a décima colocada, com 36 pontos ganhos, e segue no intento de se afastar da zona do rebaixamento e se aproximar do primeiro pelotão. No momento, a diferença´do time campineiro para o Z4, encabeçado pelo Paysandu, é de seis pontos.

 

Esmeraldino sem mistério

 

Detentor da melhor campanha deste segundo turno, o Goiás terá força máxima nesta sexta e deve ir a campo com a mesma escalação que venceu o Atlético-GO no clássico do último sábado. As expectativas são altas, mas o técnico Ney Franco trata de colocar os pés de seus jogadores no chão, minimizando a possibilidade do time assumir a liderança já nesta rodada.

“Os números estão aí, o que a gente conseguiu até agora é uma conquista, mas ela tem que ser coroada nas próximas 11 rodadas com o acesso. Não é o momento de começar a falar sobre liderança. Ela vai acontecer naturalmente, temos que seguir fazendo nosso papel. O mais importante é a gente fazer o resultado. Se o Fortaleza tropeçar, poderemos ir para a liderança. Se o Vila tropeçar, abriremos cinco pontos de um time que luta pelo G-4”, afirmou o treinador, em coletiva de imprensa concedida nesta quinta-feira.

Com problemas físicos, Rafinha e Lucão não participaram dos primeiros treinos da semana, mas já voltaram às atividades normalmente e estarão à disposição. Artilheiro do campeonato, o segundo será titular. O primeiro, por outro lado, deve começar no banco, já que Tiago Luís foi bem contra o Dragão e será mantido.

 

Macaca em jejum

Na Ponte Preta, o técnico Marcelo Chamusca promete efetuar algumas alterações em sua equipe titular para acabar com o jejum de seis partidas sem vitória. Mesmo mantendo o mistério, ao longo da semana, o comandante alvinegro sinalizou as mudanças que deve realizar em sua escalação, prometendo não alterar a maneira como o time campineiro joga.

Nicolas deve ganhar a posição de Danilo Barcelos na lateral esquerda, tal como o volante João Vítor deve aparecer no lugar de Paulinho no meio de campo. Na frente, Victor Rangel deve começar no banco de reservas, abrindo espaço para Roberto ou Matheus Vargas. Outra novidade é Hyuri, que se recuperava de lesão, mas já foi liberado pelo departamento médico e deve voltar a ser relacionado. Orinho, por outro lado, segue de fora.

“Tem de ser realista. Hoje, não tem como ficar pensando em título, G-4, ainda mais nessa série super negativa que estamos. Mas é preciso viralizar no grupo o sentimento de que é possível. Com três ou quatro vitórias já muda todo o cenário, e todo mundo passa a acreditar de novo. É a nossa vida, não pode pensar em ficar na Série B. Seria mediocridade se conformar em ficar na segunda divisão apenas”, afirmou o já recuperado Hyuri.

 

FICHA TÉCNICA

GOIÁS x PONTE PRETA

Local: Estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia (Goiás)

Data: 21 de setembro de 2018, sexta-feira

Horário: 19h15 (de Brasília)

Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Assistentes: Leirson Peing Martins (RS) e André da Silva Bitencourt (RS)

GOIÁS:Marcos; Alex Silva, David Duarte, Victor Ramos e Ernandes; Gilberto, Giovanni e Renato Cajá; Michael, Lucão e Tiago Luís

Técnico: Ney Franco

PONTE PRETA: Ivan; Igor, Renan Fonseca, Reginaldo e Nicolas; Nathan, João Vitor e Tiago Real; André Luis, Roberto (Matheus Vargas) e Júnior Santos

Técnico: Marcelo Chamusca

 

 

 

 

FONTE – GAZETA ESPORTIVA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *