Santos solicita vaga garantida na Libertadores e prepara reclamação na CBF

Presidente do Santos quer vaga garantida na Libertadores em 2019 (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

O Santos entrará com uma ação na Conmebol para solicitar vaga garantida na Libertadores de 2019, independentemente da colocação no Campeonato Brasileiro, por conta do caso de Carlos Sánchez. A informação foi anunciada pelo presidente José Carlos Peres, no Pacaembu, após empate em 0 a 0 com o Grêmio.

O departamento jurídico do Peixe prepara um recurso na Conmebol e pede audiência de urgência no CAS (Corte Arbitral do Esporte) pela derrota por 3 a 0 imposta pela confederação pela escalação irregular de Sánchez contra o Independiente, em Avellaneda, pela ida das oitavas de final da Libertadores da América. Como reverter o resultado em campo é improvável, o alvinegro quer vaga na competição em 2019 e indenização.

A Conmebol ainda não enviou ao Santos os fundamentos da decisão de punir o clube pela escalação irregular do uruguaio. Quando a documentação chegar, o Peixe poderá protocolar a defesa e o recurso.

 

RECLAMAÇÃO TAMBÉM NA CBF

O Santos entrará com uma representação na Confederação Brasileira de Futebol contra a arbitragem de Wilton Pereira Sampaio no empate com o Grêmio e também pela participação do técnico Renato Gaúcho ao atrapalhar Gabigol na beira do campo.

“Nós vamos oficializar à CBF e fazer nosso protesto, mandando a fita do jogo”, disse o presidente.

“Nós tivemos também um lance do treinador, o Gaúcho, que ele pega nosso jogador, o Gabigol, dentro do campo do jogo, fora da área dele. É um assunto que vamos protestar também”, completou.

O juiz não assinalou pênalti de Pedro Geromel em Rodrygo, aos 32 minutos do segundo tempo, e, na saída de campo, disse ao técnico Cuca que não houve penalidade, com sorriso no rosto.

 

 

 

 

 

FONTE – GAZETA ESPORTIVA