Ex-jogador do Palmeiras revela que pensou em se matar

Cristaldo na época que jogava no Palmeiras (Foto: Cesar Greco / Fotoarena)

 

Nesta semana, o atacante Cristaldo revelou que os maus momentos recentes na carreira fizeram com que ele vivesse o pior momento da sua vida. Em entrevista ao jornal argentino Olé, o ex-jogador do Palmeiras afirmou que os inúmeros problemas que aconteceram fizeram com que pensasse em suicídio, já que, a cada dia que passava, parecia que a sua situação pessoal não iria melhorar.

“Eu Tive muito pensamentos. Lembro-me que uma vez, enquanto estava a dirigir, eu entrei num ataque de pânico … Pensei em bater com o carro. Foi muito feio, pensei em pôr fim à minha vida, essa é a realidade”, afirmou Cristaldo durante a longa entrevista.

O atacante argentino também comentou qual foi o momento mais complicado que passou durante esse período. “Coincidiu com os três meses que estive parado no Vélez, sem fazer nada, é a verdade. Isso estava acabando comigo. No Vélez não era um profissional. Estava entregue aos outros.. Além disso, tive muitos problemas pessoais, sobretudo com familiares e amigos, foi horrível. Isso também influenciou bastante”.

Quando perguntado pelo jornal qual motivo fez pensar em suícidio, Cristaldo foi enfático. “Eu pensava que isso iria acabar com toda a minha dor e que estaria melhor após isso. Estava confortável. Apenas isso, não pensava em nada mais”.

O atleta de 29 anos também aproveitou a entrevista para agradecer sua psicóloga, que foi fundamental para que ele mudasse de ideia. “Sim, minha psicóloga me ajudou muito. Sou grato a ela. Eu precisava disso porque havia momentos em que eu não sentia vontade de sair da cama, eu nem queria ir para o treinamento. Não saí da minha casa, não queria ver meus amigos. Foi uma soma de tudo. Meu grande problema é que as vezes quero ajudar todos, mas muitas vezes isso não é possível”.

Agora no Racing, Cristaldo chegou no Palmeiras em 2014 e, mesmo sem um bom desempenho em sua primeira temporada, conseguiu ganhar o carinho de parte da torcida do Verdão. O atacante esteve no grupo campeão da Copa do Brasil de 2015 e um ano depois deixou o clube paulista para jogar no futebol mexicano.

 

 

 

 

 

FONTE – GAZETA ESPORTIVA